Monte de Adoração

Paulo Moral & Cecília Moral

De Pedro João Serafim…

Vou começar uma série de artigos onde publicarei as poesias de meu avô. O vô Pedro.

Suas poesias e sua história são lindas demais para ficarem apenas na memória de nossa família. Meu vô morreu e voltou, ficou mais 4 anos conosco e depois foi de vez estar com Jesus. Começo contando essa história.

Que nossa geração reaprenda a amar poesias, poesias escritas com a vida de gentes como Pedro João Serafim.

Você é meu convidado, para entrar um pouco na história de nossa família. Entre e fique a vontade. Continue lendo

Anúncios

29 de abril de 2011 Posted by | Poesias | 16 Comentários

Eu Amo a Palavra de Deus

Poesia:

A Palavra de Deus é linda e terrível. Traz vida mas também condenação
É luz que revela o invisível; é poder, é graça, é consolação

É absoluta, santa e santificadora, é justa, perfeita e sempre fiel
É poder, luz, chama purificadora, é pura e doce, doce como mel

A Palavra de Deus é notícia boa, do amor do Pai revelado na cruz
A Palavra de Deus é uma Pessoa, o Filho bendito, o Seu Nome é Jesus

Amo a Palavra com muito apreço, com Ela amadureço e sou muito feliz
Por mais que a conheça estou sempre surpreso, Dela me sinto sempre um aprendiz

Prego a Palavra desde moço, desde moço a Palavra me conduz
Cativo fui pelo amor poderoso, pelo poderoso amor do amado Jesus.

Autor: Paulo Moral

**O autor deve ser mensionado toda vez que a poesia for usada, inteira ou parte dela**

A Palavra de Deus é linda e terrível. Traz vida mas também condenação.
É luz que revela o invisível; é poder, é graça, é consolação.
É absoluta, santa e santificadora, é justa, perfeita e sempre fiel.
É poder, luz, chama purificadora, é pura e doce, doce como mel.
A Palavra de Deus é notícia boa, do amor do Pai revelado na cruz.
A Palavra de Deus é uma Pessoa, o Filho bendito, o Seu Nome é Jesus.
Amo a Palavra com muito apreço, com Ela amadureço e sou muito feliz
Por mais que a conheça estou sempre surpreso, Dela me sinto sempre um aprendiz.
Prego a Palavra desde moço, desde moço a Palavra me conduz
Cativo fui pelo amor poderoso, pelo poderoso amor do amado Jesus

4 de março de 2011 Posted by | Kerigma, Poesias | 4 Comentários