Monte de Adoração

Paulo Moral & Cecília Moral

PQGP 25 – Interpretando a Bíblia Hoje 3 – O Abandono da Bíblia como Normativa

Muitos homens de Deus na Bíblia tiveram bons começos e fins trágicos. Caim é um exemplo. Outros exemplos são: O profeta do altar (1Reis13); Geazi (2Reis 5:25-27); Eli o Sacerdote; Hofni e Fineias, seus filhos (1Sam 2:27 a 36); Saul; Salomão; o rei Ezequias em seus 15 anos de hora extra; Judas e outros.

Hoje, muitos homens de Deus e Ministérios começam bem a caminhada em seus chamados, mas tropeçam nas pedras do orgulho, do dinheiro, da fama, da necessidade de reconhecimento, da ‘emsimesmação’ e se desviam de sua vocação original, da Bíblia, de Jesus e da simplicidade do Evangelho. Nesse momento, para sustentar uma filosofia sutilmente herética e uma estrutura que aponta mais para o líder e um sonho do que para Jesus e Sua Igreja, despreza-se a Bíblia pela supervalorização do líder e sua visão. Assim nascem as seitas. O problema das seitas não é o antagonismo mas a semelhança.

Nesse ponto, a Bíblia deixa de ser normativa e passa a ser indicativa. Continue lendo

Anúncios

9 de agosto de 2011 Posted by | Kerigma | 8 Comentários

PQGP 24 – Interpretando a Bíblia Hoje 2 – O Mau Uso da Bíblia

Estava eu, a Cecília e alguns amigos cultuando em uma igreja. O pregador convidado estava fundamentando equivocadamente quase tudo que falava, mas uma coisa me fez quase vomitar. Ele usou o texto de Daniel 7:1 a 8, sobre a visão dos quatro monstros (animais) que aparecem depois do sopro dos quatro ventos sobre a terra. O pastor disse (sei lá porque???) que os quatro animais representavam quatro qualidades que seriam sopradas sobre a Igreja. Depois de afirmar isso, começou a ‘profetizar’ esse vento sobre a Congregação que condescendeu com gritos e améns.

Os versos de 9 em diante explicam a visão. Os monstros são os quatro impérios mundiais: Babilônia, Persa, Grego e Roma, blasfemos e destruidores de gente, que no tempo do Senhor (por vir) se renderiam ao Reino de Deus. Eles são levantados do mar, que representa as forças do mal. O vento é a força que ativa o levantamento desses impérios idólatras e endemoninhados.

Meu Deus… tenha misericórdia de nós. Convivemos com o mau uso da Bíblia. Vamos continuar nesse assunto. Continue lendo

29 de julho de 2011 Posted by | Kerigma | 19 Comentários

PQGP 23 – Interpretando a Bíblia Hoje 1 – Introdução

A Bíblia foi escrita por 40 pessoas em um período de 1500 anos. Não há um só manuscrito original, mas milhares de documentos arqueológicos, cópias, guardadas e organizadas pela Igreja na história e utilizadas nos diversos consílios para que, com a direção do Espírito Santo, o Canon fosse formado.

Estamos a 2000 anos dos últimos escritos.

Leve em conta que 100% do que foi escrito nesses 1500 anos tinha um sentido e uma aplicabilidade no tempo que foi escrito, mesmo que fosse para abençoar a fé e a esperança falando de coisas que Deus faria só no futuro. Continue lendo

22 de julho de 2011 Posted by | Kerigma | Deixe um comentário

PQGP 22 – Pregação Bíblica 6 – CONCLUSÃO

Sempre que estou me preparando para pregar, e minha esposa ou outra pessoa me pergunta se estou pronto, nunca tenho coragem de dizer que sim. Nunca me sinto pronto. Tremo todas as vezes. As vezes tenho vontade de sair correndo e me pergunto: “o que estou fazendo aqui???”. Outras vezes, fico com uma vontade desesperada de pregar, mas isso acontece quando já passei do estágio de sanidade.

Abri meu coração com você, agora, exerça misericórdia, por favor.

Neste artigo está a conclusão da série “Pregação Bíblica” do Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho. Boa leitura.

Continue lendo

23 de junho de 2011 Posted by | Kerigma | 2 Comentários

Quem Lembra dos Hinos?

A Igreja tem história. O Evangelho no Brasil tem história. Histórias de empreendimentos missionários, de mártires, de moveres de Deus, de avivamentos. Os crentes sempre cantaram sua fé e sua história. Muito disso está registado nos hinos que a Igreja do Brasil cantou por mais de 100 anos desde que o Evangelho chegou aqui.

Sim, todos traduzidos, mas ainda assim uma poderosa ferramenta de evangelização e adoração. Eu disse: EVANGELIZAÇÃO e ADORAÇÃO.

Um hino me fez chorar hoje, e quero compartilhar com você. “Ao Pé da Cruz”; Cantor Cristão.

22 de junho de 2011 Posted by | Kerigma | 2 Comentários

PQGP 21 – Pregação Bíblica 5 – UMA BOA COMUNICAÇÃO

Conversa entre duas senhoras. Uma delas disse à outra: “nosso pastor é formidável. Consegue pregar um sermão em qualquer versículo”. Com a mão na boca, rindo, a outra diz: “o nosso é mais formidável ainda. Prega o mesmo sermão, usando qualquer versículo”.

Conteúdo e boa comunicação é fruto de trabalho e dedicação.

Vejamos algumas sugestões para uma boa comunicação. Continue lendo

14 de junho de 2011 Posted by | Kerigma | Deixe um comentário

PQGP 20 – Pregação Bíblica 4 – Viabilizando a Pregação.

 Três coisas me deixam irritados e a quarta, furioso:
1-Gritaria sem conteúdo; 2-Afirmações não fundamentadas; 3- Fundamentação Bíblica equivocada; 4- Ministrar e profetizar a partir de um equívoco.

Para evitar tudo isso, é melhor usar a pregação textual e expositiva. Dá mais trabalho, mas há menos risco de falar bobagem. Se dos púlpitos ouvíssemos mais o que a Palavra tem a dizer e menos o que os pregadores pensam, a Igreja de hoje seria mais saudável.

Segue algumas sugestões do Pr. Isaltino. Boa leitura. Continue lendo

7 de junho de 2011 Posted by | Kerigma | Deixe um comentário

PQGP 19 – Pregação Bíblica 3 – O que é isso???

Jerry Key (A) falou, em uma aula, de pregador tipo Cristóvão Colombo: Saiu sem saber para onde ia, por onde andou nunca soube, e quando chegou não sabia aonde tinha chegado.

Só usar o Texto Bíblico não qualifica uma pregação como Bíblica.

Então, o que é pregação Bíblica??? Continue lendo

30 de maio de 2011 Posted by | Kerigma | Deixe um comentário

PQGP 18 – Pregação Bíblica 2

Amo o louvor e amo a pregação da Palavra. Os dois devem andar juntos e se respeitarem. A ausência de um será como um avião que fica sem uma de suas asas. Rodopiará até cair, e vai machucar muita gente.

 Concordo como Pr. Isaltino quando diz que, em nosso tempo, se despreza o entendimento pelo sentir. Sentir é importante, tanto quanto o compreender e apreender.

 Boa leitura.

 2. O CENÁRIO CONTEMPORÂNEO E SUA INFLUÊNCIA NA PREGAÇÃO Continue lendo

25 de maio de 2011 Posted by | Kerigma | Deixe um comentário

PQGP 17 – Pregação Bíblica

Já ouvi muita brincadeira sobre a “homilética”. Ouvi chamar de ‘omelética’, zombando do esforço no estudo, pesquisa e preparação de sermões. Honestamente, algumas das pregações que ouço são verdadeiros omeletes mal passados que não se sabe exatamente o que é. Parece o gênese: sem forma e vazia.

Homilética é a arte/ciência da pregação. Como defendo o estudo da Bíblia, a transpiração associada a inspiração, tenho repartido artigos que devem ajudar os ‘chamados’ ao honroso ministério da Palavra.

Vou escrever e postar artigos de outros pastores sobre homilética em breve, mas antes, reparto uma apostila preparada pelo Pr. Isaltino Gomes Coelho Filho para a Convenção Batista Fluminense em março de 2005. Vale a pena. Continue lendo

12 de maio de 2011 Posted by | Kerigma | 2 Comentários

Para Quem Gosta de Pregar 16

Estamos conversando sobre concisão. Dizer o que se tem de dizer com poucas palavras e objetividade.

Por que a foto do Felipão??? Apenas como exemplo do antônimo de lacônico futebolístico agudo. Simples assim!!!

Boa leitura. Continue lendo

2 de maio de 2011 Posted by | Kerigma | 2 Comentários

Para Quem Gosta de Pregar 15

Em certo momento da pregação, o pastor diz: “Bem… para terminar…”.
Uma criança, ouvindo tais palavras do pastor, pergunta à sua mãe: “Mãe, o que significa: ‘para terminar’????
A mãe responde: “Não significa nada meu filho. Não significa nada!”As repetições são traiçoeiras. Exigem do ouvinte um esforço sobrenatural para filtrar o que Deus está falando. O Espírito Santo sempre tem muito trabalho conosco.

Vejamos mais alguns exemplos de repetições desnecessárias: Continue lendo

21 de abril de 2011 Posted by | Kerigma | Deixe um comentário

Para Quem Gosta de Pregar 14

Estamos falando de repetições desnecessárias.

Na verdade estou repetindo necessariamente a última linha do último artigo sobre pregação.

Vejamos alguns exemplos: Continue lendo

12 de abril de 2011 Posted by | Kerigma | 2 Comentários

Para Quem Gosta de Pregar 13

As muitas e diversas repetições de frases e o uso contínuo de palavras sinônimas, podem estar demostrando que a pessoa que está pregando ou discursando, ou tem pouco conteúdo ou está sedendo à falsa sensação de que está explicando melhor e está sendo melhor compreendido.

Vou repetir o que disse acima:

As repetições e o uso constante de sinônimos numa preleção demostram ou falta de conteúdo ou dificuldade de comunicação.

Vejamos três coisas a evitar para a concisão.

Boa leitura. Continue lendo

2 de abril de 2011 Posted by | Kerigma | Deixe um comentário

Para Quem Gosta de Pregar 12

Alguns livros, sermões ou aulas parecem a escada do desenho: cansativa, interminável e você não sabe onde vai dar. Tudo bem… ninguém nasce sabendo, mas é preciso melhorar.

Com 14 anos de idade, estava pregando meu segundo sermão no púlpito da Igreja que era membro. Não me preparei bem e foi uma catástrofe. Depois de ler o texto Bíblico, tive a impressão de que meu cérebro se desconectara de minha boca e do restante de meus membros. Não falei nada com nada e terminei recomendando que todos lessem cuidadosamente o texto em suas casas. Hahaha, foi terrível. Me senti um ‘Moisés’ – não o libertador… o gago.

Nosso desafio é a concisão. Conteúdo e objetividade.

Boa leitura. Continue lendo

17 de março de 2011 Posted by | Kerigma | 1 Comentário