Monte de Adoração

Paulo Moral & Cecília Moral

Liderança – Teologia Afetada – Parte 1

Este artigo bem poderia estar na categoria “Kerigma”, como um artigo “PQGP 36”, afinal, todo pastor é um líder também. No entanto, o pastor não é o único que pode refletir sobre a teologia que estamos vivendo. Uma boa liderança, mesmo que não tenha o chamado pastoral específico, tem o dever de aperfeiçoar seu serviço cristão e seus conhecimentos sobre a Igreja e sua história, segundo a Palavra de Deus. Precisamos voltar para a Bíblia e, humildemente, observar o gabarito que o Novo Testamento nos apresenta da Igreja, quanto a sua identidade e papel, e gabaritar a igreja atual para ver no que dá. O que não encaixar, é preciso mudar.

Precisamos gabaritar o conceito de ‘Ekklesia’ na igreja de hoje; gabaritar o ‘Kerigma’; a ‘Koinonia’; o culto; a adoração; a eucaristia; o ofertar; a consciência e as ações missionárias; o conceito de ‘chamado’ ou ‘vocacionado’ ao ministério; o diaconato; o cuidado dobrado aos mestres; a verdadeira vocação pastoral.

Com base nessas observações, fazermos uma verificação das origens de nossos desvios, se houver. Como os conceitos que temos hoje nos foram desenvolvidos? Como nossa teologia foi construida? O que cremos? Como nossa teologia foi afetada? Para onde estamos indo? O que seremos nos próximos 100 anos?

A respeito disso, apreciei um texto do Pr. Russel Shedd que quero compartilhar. Como sempre, farei em partes, com textos pequenos, para respeitar você e o tempo que você gasta lendo artigos.

Boa leitura. Continue lendo

Anúncios

31 de janeiro de 2012 Posted by | Sobre Liderança | Deixe um comentário