Monte de Adoração

Paulo Moral & Cecília Moral

De Pedro João Serafim – NATAL

Uma data é só uma data, mas a beleza poética do nascimento do Salvador é incomparável.

NATAL

Ao cântico de um coral celeste
Na humilde manjedoura de Belém,
Nasceu o Salvador do mundo
É Jesus Cristo, o eterno bem

Ao som de um coro angelical
O Filho de Deus à Terra vem,
Nasceu de modo tão humilde,
É Jesus Cristo, o eterno bem.

Soa majestoso o cantar dos anjos
Em ressonância pelo espaço além,
Trazendo aos pastores as boas novas,
É Jesus Cristo, o eterno bem.

Os pastores deixaram seus rebanhos
E vieram depressa à cidade de Belém,
Para adorar na manjedoura
A Jesus Cristo, o eterno bem.

Mais tarde vieram do Oriente
Os magos para adorar também,
O menino que nasceu na manjedoura
É Jesus Cristo, o eterno bem.

Ele é o prometido Emanuel
Que por amor sofreu como ninguém,
Nasceu, viveu, morreu amando
É Jesus Cristo, o eterno bem.

Anúncios

15 de dezembro de 2011 - Posted by | Poesias

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: