Monte de Adoração

Paulo Moral & Cecília Moral

Para Quem Gosta de Pregar 15

Em certo momento da pregação, o pastor diz: “Bem… para terminar…”.
Uma criança, ouvindo tais palavras do pastor, pergunta à sua mãe: “Mãe, o que significa: ‘para terminar’????
A mãe responde: “Não significa nada meu filho. Não significa nada!”As repetições são traiçoeiras. Exigem do ouvinte um esforço sobrenatural para filtrar o que Deus está falando. O Espírito Santo sempre tem muito trabalho conosco.

Vejamos mais alguns exemplos de repetições desnecessárias: 9. Mais exemplos – Veja, nos exemplos abaixo, como lucram em concisão e sentido os períodos, após a troca de orações subordinadas por termos equivalentes de menor extensão. Também aliviamos os textos de informações sobrepostas, ou por serem pleonasmo ou irrelevantes.
9.1. Quando os peregrinos chegaram a Aparecida do Norte, que é a cidade onde se realizam romarias e onde costuma haver milagres, encontraram a referida cidade inundada pelas últimas chuvas que sobre ela desabaram.

São 33 palavras e 176 caracteres.

Redação melhorada – “Ao chegarem a Aparecida do Norte, cidade de romarias e milagres, os peregrinos a encontraram inundada pelas últimas chuvas”.

São 19 palavras e 104 caracteres. Disse o mesmo, de forma mais reduzida. Mais fácil de entender e reter.

Outra redação – “Os peregrinos, chegando a Aparecida do Norte, cidade de romarias e milagres, encontraram-na inundada pelas últimas chuvas”.

São 17 palavras e 105 caracteres, mas com uma vantagem sobre as duas últimas: o sujeito vem à frente. E a melhor maneira de comunicar, em Português, é sujeito  + verbo + predicado.

9.2. “Os mendigos que estavam deitados pelas calçadas foram recolhidos pelos assistentes sociais ao Asilo que ficava mais próximo das ruas nas quais eles se achavam, logo que surgiram os primeiros raios do sol”.

São 33 palavras e 172 caracteres.

Redação melhorada – “Ao amanhecer, foram recolhidos pelos assistentes sociais ao Asilo mais próximo os mendigos deitados pelas calçadas”.

São 17 palavras e 101 caracteres.

9.3. “Machado de Assis, que é o maior de todos os prosadores que já nasceram no Brasil, escreveu também meia dúzia de poemas que, sem sombra de dúvidas, são, no gênero poético, verdadeiramente primorosos”.

São 33 palavras e 166 caracteres.

Redação melhorada –  “Machado de Assis, o maior dos prosadores brasileiros, escreveu também meia dúzia de poemas verdadeiramente primorosos”.

São 16 palavras e 99 caracteres.

9.4. O Presidente Lula é mestre em gastar palavras em repetição. É uma verborréia impressionante. Veja-se esta declaração sua no programa Café com o Presidente, de 31.12.2007: “Eu penso que nós vamos ter um 2008, eu diria, melhor que 2007, com mais emprego, com mais crescimento na economia”. Foram 21 palavras e 113 caracteres. O que ele quis dizer: “Penso que teremos um 2008 melhor que 2007, com mais emprego e crescimento da economia”. Foram 15 palavras e 85 caracteres. E ficou mais claro.

Observe que um texto enxuto não é lacônico. Apenas evita gastar palavras desnecessariamente. Uma pastoral de boletim ou um artigo em que haja concisão comunica muitas idéias com o mínimo de palavras. Fala-se o suficiente para se ensinar bem. Como se alcança isto?

Algumas sugestões: no próximo artigo.

Anúncios

21 de abril de 2011 - Posted by | Kerigma

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: